(49) 3323 3102
simec@simeconline.org.br
Notícias
Simec
Seja um
Associado

Notícias

Postado em 09 de Setembro de 2016 às 11h30

Consultor orienta no Simec sobre atuação no mercado internacional

SIMEC - Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó/SC      Para atuar no mercado internacional, é necessário que a empresa defina claramente suas estratégicas de...

     Para atuar no mercado internacional, é necessário que a empresa defina claramente suas estratégicas de exportação, conheça o mercado e faça o adequado planejamento, pois se não fizer isso é como “dar um passo no penhasco”. Essa afirmação foi feita em palestra organizada pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Chapecó (Simec), pelo consultor Leandro Vieira. Ele falou para empresários e profissionais de empresas do setor eletrometalmecânico que atuam ou desejam atuar no mercado externo.
     A palestra, realizada nesta quinta-feira, 01 de setembro, em conjunto com a Diamond Business Consulting, teve o tema central “Exportar para crescer: a hora é agora!”. Ao abrir o evento de atualização, o presidente do Simec, Mário Nóri de Oliveira, destacou que a exportação é uma prática importante que pode ser melhor utilizada pelo setor eletrometalmecânico. “É preciso ter o espírito de comércio exterior que há em outros países, como a China e a Coréia do Sul”, exemplificou o empresário.
     Os principais enfoques foram sobre o domínio da cultura do comércio internacional, a melhoria de processos para ampliar os negócios, a redução de riscos e o cuidado com a dependência de mercados em crise. Especialista em comércio externo com MBA em Negócios Internacionais, Leandro Vieira é responsável pelos programas da Fundação Dom Cabral no Oeste de Santa Catarina e atuou em atividades de negócios no exterior em países como Emirados Árabes, Líbano, Arábia Saudita, Venezuela e Bolívia.
     Na palestra, o consultor enfatizou que melhorar os produtos é uma forma de “ganhar a exportação”, além de conhecer a cultura de mercados e produtos, com a realização de estudos em profundidade. Acrescentou ser preciso adotar flexibilidade para superar paradigmas ao desenvolver o comércio internacional, ter disposição para mudar e possuir capacidade instalada ao se propor a atender o cliente externo.

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS 

Veja também

Fator Acidentário de Prevenção será tema de Diálogo Industrial em Chapecó05/02 O Fator Acidentário de Prevenção (FAP) é um multiplicador utilizado pela Previdência Social com tarifação sobre a folha de salários das empresas para custear aposentadorias especiais e benefícios decorrentes de acidentes de trabalho. Para tratar sobre esse tema e a redução de custos, será realizado em Chapecó o Diálogo......
Artigo: Sim, senhor! Sim, senhor!09/09/16      A frase “Sim, senhor!” era bastante usada em programas cômicos do passado, até como crítica às condições intransigentes, seja no mundo político ou em grupos sociais obrigados a......

Voltar para (Notícias)